Atualidades

Seios maiores sem silicone. É possível?

Você quer ter seios maiores mas não consegue lidar com a ideia de conviver com um corpo estranho dentro do organismo como o silicone? Então temos uma ótima novidade. O lipofilling das mamas é uma técnica que virou tendência e tem feito bastante sucesso nos últimos tempos exatamente por permitir o aumento das mamas sem a necessidade das próteses de silicone. Trata-se de um procedimento em que a gordura retirada da própria paciente é enxertada nos seios, remodelando tanto o formato quanto o volume.

silicone-nos-seios

A cirurgia é feita em dois processos em um só: a lipoaspiração para a retirada da gordura corporal e, depois, a implantação da mesma nos seios. O tecido adiposo retirado passa por todo um processo antes da segunda etapa, como explica o cirurgião plástico Allysson Gomes. “A gordura é preparada e existem várias formas de fazer com que ela tenha uma durabilidade maior. Durante a cirurgia, é preciso ter alguns cuidados, como evitar que o tecido entre em contato com o ambiente, pois uma vez exposto ao ar, ele oxida, morre e o resultado não será como o esperado”, diz o médico

Ainda de acordo com o especialista, é possível retirar gordura excedente de qualquer parte do corpo, porém, “as frequentes áreas utilizadas para implantes são abdome, braços, parte interna das coxas e glúteo. Ao invés de desprezarmos a gordura retirada, a usamos para fazer preenchimento das mamas e da região do colo também, deixando o decote bonito. É uma técnica refinada”, afirma.

Esse tipo de procedimento é indicado para pacientes que tem pouca ou nenhuma mama e desejam, por exemplo, usar um biquíni ou um tomara que caia e ter sua mama proporcional ao corpo. Mulheres que precisam passar por uma cirurgia de reconstrução mamária após ter feito mastectomia também são indicadas à realizarem a técnica de lipofilling das mamas.

As cicatrizes, comuns em quaisquer tipos de cirurgias, costumam ter de 2 a 7 milímetros e ficam localizadas na região abaixo dos seios e onde for realizada a lipoaspiração para retirada de tecido adiposo e o pós-operatório tende a ser bastante tranquilo e muito semelhante aos procedimentos convencionais.

Atualidades

É verdade? O consumo de Inhame ajuda a repelir o Aedes Aegypti?

Depois da febre amarela, dengue e Chikungunya o mosquito Aedes aegypti vem causando outra grande epidemia que está preocupando toda população brasileira. É realmente assustador ver nos noticiários e no boca a boca os males do Zika Vírus não é mesmo? Com sintomas agressivos e duradouros, todas as consequências dessa doença ainda é uma incógnita e é esse o nosso maior medo.

slider_inhame

Com isso, a venda de repelentes para fugir da picada desse mosquitinho inconveniente, aumentou. E cresceu também a consciência dos brasileiros de que para acabar esse surto a maneira mais eficiente é cortar o mal pela raiz, ou seja, não permitir que o Aedes aegypti prolifere. Como? Isso todo mundo já está cansado de saber.

Agora um fato que soubemos aqui na redação e nos deixou curiosos é de que o consumo de inhame seria um repelente natural contra as picadas. Em busca de uma resposta descobrimos que, não necessariamente. O fato é que o mosquito é atraído para o ser humano através do odor e qualquer produto que altere o cheiro da pele ajuda a espantar o Aedes.

Vitaminas do complexo B e o inhame são algumas dessas substâncias. Porém, a ciência não comprova que a ingestão desses alimentos funciona no organismo, pois seria necessário o consumo em grande quantidade o que acarretaria em vários efeitos colaterais.

Bom, se a ciência está dizendo, quem somos nós para dizer o contrário?

Atualidades

#AbraceUmaÁrvore: Árvores ideais para plantio em calçadas

banner_arvore

Não precisa ser um bom entendedor em meio ambiente para saber que não é todo tipo de árvore que podemos plantar nas calçadas. É só dar uma andada por nossa cidade para perceber os vários absurdos que prejudicam tanto nossa mobilidade, com as raízes que estouram as calçadas, quanto os galhos altos, que danificam a rede elétrica.

Na campanha #AbraceUmaArvore nosso intuito é preservar da melhor forma possível as árvores já existentes e claro, aumentar nossa flora através do plantio. Hoje temos algumas dicas para você que está pensando em ter uma árvore na frente de casa, mas não sabe qual a ideal.

Sem título

A primeira dica é nosso conhecido e apreciado Ipê. O Tabebuia serratifolia é ideal pois tem uma altura de baixo e médio porte com raízes profundas que evitam rachaduras no calçamento. Além de funcional, deixa a rua mais linda com sua floração. Agora cuidado, estamos falando do Ipê Amarelo, evite os ipês de outras cores, já que apresentam altura mais elevada.

A Pata de vaca (Bauhinia forticata) é de médio porte e sua vegetação não obstrui o tráfego de pessoas. Apresenta raízes profundas que não vão estourar sua calçada. Sua floração também é um dos principais atrativos para quem procura uma planta para a calçada.

O Resedá é uma árvore de pequeno porte - cinco metros de estatura, aproximadamente – o que faz dela uma das queridinhas entre a população e já considerada uma praga pelas cidades brasileiras. Praga boa e bonita essa, não é mesmo? Afinal, com suas várias opções de cores (branco, vermelho e rosa) nossa cidade fica ainda mais linda. 

Atualidades

Dica para um Carnaval sem ressaca!

Carnaval é tempo de muitos exageros não é mesmo? Tem gente que bebe demais, come demais, toma sol demais…  Enfim, é tudo demais. E para você não ter consequências demais, nós temos algumas dicas indicadas pelo Ministério da Saúde.

alimentos_na_folia (1)

A principal das dicas é a hidratação. Hidratar-se bastante durante esses dias de festa é essencial para você não ficar desidratado e com uma ressaca horrível pós carnaval. O álcool é responsável por aumentar a vontade de ir ao banheiro, e associado à exposição ao sol, à desidratação é certeira. Para isso, o indicado é ingerir bastante água (uma garrafinha de 500ml por hora) ou entre uma bebida e outra, para não dar aquela ressaca.

Outra dica é alimentar-se de maneira correta. Dê preferencia a alimentos leves e coloridos, com variedade de legumes e verduras. Além de alimentos ricos em carboidratos como o pão, macarrão, batata e frutas para que tenha bastante energia na hora da festa. E durante a folia é importante ingerir sempre algum alimento para que aguente a “Sapucaí”. Uma barrinha de cereal cabe do bolso e é perfeita para esses momentos.

E ah, não exagera na bebida né? Tudo com exageros faz mal.

Música

Playlist do Carnaval 2016

E no ritmo de Carnaval, confete e serpentina, o Baú Cultural de hoje traz uma playlist com as músicas que vão fazer sua cabeça.

Dê o play e divirta-se!